sexta-feira, junho 21, 2024

CHEGADA A NOVA IORQUE

 

A CHEGADA TRIUNFANTE DO OLYMPIC
O RMS Olympic foi o maior transatlântico do mundo por dois períodos durante 1910 e 1913, interrompido apenas pela breve permanência do Titanic ligeiramente maior (que tinha as mesmas dimensões, mas era maior em tonelagem bruta) e depois até o navio alemão SS Imperator  entrar ao serviço em junho de 1913. Olympic também detinha o título de maior navio construído na Grã-Bretanha até o RMS Queen Mary ser lançado em 1934, título interrompido apenas pelas curtas carreiras do Titanic e Britannic. A quilha para o Olympic, Harland & Wolff Yard No. 400, foi colocada em 16 de dezembro de 1908 sob o novo Arrol Gantry do Estaleiro Harland & Wolff. Foi aqui que ele e seu irmão, Titanic, foram construídos lado a lado. O progresso do Titanic ficou alguns meses atrás do Olympic, e entraria em serviço algum tempo depois deste. O Olympic foi lançado em 20 de outubro de 1910 e, quando começou a navegar, tornou-se o maior objeto em movimento do mundo. O Olympic – o mais novo, maior e mais luxuoso transatlântico do mundo – fez a sua viagem inaugural em 14 de junho de 1911. A bordo estava J. Bruce Ismay, presidente da White Star Line e filho do fundador da companhia. Também a bordo estava Thomas Andrews, projetista dos estaleiros Harland & Wolff, e sobrinho de Lord Pirrie, dono dos estaleiros. O Capitão Smith – que viria a comandar o Titanic em sua lendária e malfadada viagem inaugural no ano seguinte – estava no comando. O Olympic foi tão marcante que, quando ele atracou em Nova Iorque, a ordem formal para a construção do terceiro navio da classe Olympic foi feita. Durante os dez meses seguintes, o Olympic conquistou a maior parte da fama no Atlântico. O seu irmão Titanic não recebeu nem de perto a quantidade da sua atenção, simplesmente porque ele era o segundo da classe. Só depois que afundou é que o Titanic eclipsou a fama do Olympic. O Olympic fez quatro viagens de ida a Nova Iorque e de volta a Southampton durante todo o verão de 1911.