segunda-feira, setembro 18, 2017

A MALDIÇÃO DO REPUBLIC

A MALDIÇÃO DO REPUBLIC 
O Canal História tem transmitido o documentário de vários episódios sobre o resgate do suposto tesouro que se encontra no navio RMS Republic naufragado em 1909. O caçador de tesouros Martin Bayerle e o filho regressam ao local do navio naufragado, que quase destruiu a família dele. O interessante foi descobrir no episodio de ontem A Maldição do Republic: O Preço do Ouro que numa das tentativas de resgate levadas a cabo nos anos 80, foi encontrado o cofre do comissário de bordo. Martin Bayerle conta que essa empresa de resgate mais preocupada em encontrar o ouro do que propriamente com o estado do navio, arrancou uma parte do casco, recuperou o cofre tranzendo-o para a superfície e congratulando-se abriram-no abruptamente mas o que encontraram dentro foram papéis, lodo e nada de valioso, sem darem importancia ao valor histórico que aqueles documentos poderiam conter. Isto fez-me lembrar a cena de Titanic de James Cameron, quando Brock Lovett encontra o cofre de Caledon, e congratulando-se cortam a fechadura do cofre e se deparam com papéis e lodo atirando-os para o chão como se de lixo se tratasse. Terá Cameron se inspirado nesta história para a cena do filme?

sábado, setembro 09, 2017

TAKE HER TO SEA MR MURDOCH

video
TAKE HER TO SEA MR MURDOCH
Após a cena do "Rei do Mundo", a orquestra desempenha uma variante do tema que acompanha a cena que vemos de todo o navio chamada de "Million Dollar Shot", uma grande cena ao estilo helicóptero que iria obrigar a gastar uma parte do orçamento em trabalho de fotografia, no modelo do navio e em computador como simular água e pessoas em movimento. Há três "finais" para "Take her To Sea, Mr. Murdoch" que encontrei.
O primeiro é um estilo de "fanfarra" que, em última instância, não foi usado. A fanfarra alinha-se com a cena, mas o "humor" final não combina com ela. Foi assim que o final foi originalmente composto.
O segundo é a versão do álbum muito semelhante à versão do filme, mas é muito mais silencioso e uma oitava inferior à versão do filme.
A terceira versão é a versão do filme, que é uma combinação das duas anteriores versões com o mesmo tema geral que a versão do álbum. Até agora, as versões 1 e 3 não foram divulgadas, mesmo que tenham pequenas diferenças.
Tudo isto ilustra as mudanças subtis que os compositores fazem à medida que a composição sonora evolui para o filme. (A versão do filme também tem um pouco de "Southampton" - na versão de álbum - colocada na parte final da música, enquanto o capitão Smith olha da ponte de comando e então volta para "Take Her To Sea, Mr. Murdoch", antes da cena "Sou o rei do mundo ".)