terça-feira, maio 31, 2016

NOVIDADES TITANICFANS MAIO

NOVIDADES DO TITANICFANS 
EM MAIO FOI ASSIM 
Titanic de Lego em LisboaFeito em três meses, e com mais de 220 mil peças Lego, a réplica tem 7 metros de comprimento, 1 metro de largura e 1,50 metros de altura. 
101 Anos do Naufrágio do Lusitânia No dia 7, sexta-feira, dia do naufrágio por volta das 14h10 da tarde o Lusitania foi atingido por um torpedo no seu lado de estibordo (lado direito do navio) pelo submarino alemão U-20. 
Um Achado Terrível Um relato macabro de como os corpos de três vítimas do Titanic foram encontrados no último barco salva-vidas em falta um mês depois do desastre veio à tona após 104 anos. 
Primeira Carta a Bordo A carta datada de 10 de Abril de 1912 foi escrita pouco antes do Titanic partir de Southampton para Nova York. O autor, Paul Danby, escreveu-a ao visitar o tio da sua esposa Adolphe Saalfeld, que era um passageiro a bordo do navio.
Capitão Smith Avisado O capitão do Titanic, Edward Smith, tinha mais problemas do que os icebergs quando assumiu o comando do transatlântico que naufragou há 104 anos deixando mais de 1.500 vítimas. 

"TO MAKING IT COUNT!" 

sábado, maio 28, 2016

PRIMEIRA CARTA A BORDO

PRIMEIRA CARTA ESCRITA NO TITANIC 
A carta datada de 10 de Abril de 1912 foi escrita pouco antes do Titanic partir de Southampton para Nova York. O autor, Paul Danby, escreveu-a ao visitar o tio da sua esposa Adolphe Saalfeld, que era um passageiro a bordo do navio.
Danby deixou o Titanic mas antes perpetuou uma descrição fascinante do navio na sua carta para a esposa Rose, que atende pelo apelido "Goll."
"Minha amada Goll, sou o primeiro a escrever uma carta a partir do navio, que está muito bem equipado", escreveu Danby, em alemão, no papel timbrado do Titanic. "O tio tem um grande camarote do tamanho de quase uma sala com um sofá e um ventilador elétrico. Vou contar tudo em detalhes abaixo."
"Existem outras cartas do Titanic, mas ter uma como esta, com este conteúdo é excelente, é quase como estar lá," disse o leiloeiro Andrew Aldridge da Henry Aldridge & Son ao FoxNews.com. "Quase se pode sentir o cheiro da tinta."
Saalfeld, que estava de viagem para os Estados Unidos para mostrar a sua coleção de essências florais para potenciais clientes, sobreviveu ao desastre. O empresário estava na sala de fumadores a desfrutar de um vinho do Porto e de um charuto quando o navio bateu no iceberg. De acordo com a casa de leilões Henry Aldridge Son num comunicado de imprensa: "Ele foi para a sua cabine C-106, vestiu um casaco e foi para o convés e entrou no barco salva-vidas 3 que mais tarde foi resgatado pelo Carpathia." A sua carteira de couro contendo as amostras dos seus aromas florais num total de 65 frascos de vidro e recipientes de metal foi resgatada dos destroços do navio no ano 2000.  
A carta também representa um capítulo na vida agitada e trágica de seu autor. Nascido em Berlim, Danby mudou-se em 1907 para a Inglaterra para trabalhar com Saalfeld, um comerciante de perfumes. Conheceu e apaixonou-se pela sobrinha de Saalfeld e no ano seguinte casou-se com ela. Como alemão vivendo na Inglaterra, perdeu tudo durante a Primeira Guerra Mundial e mudou-se para Amsterdão, onde trabalhou num negócio bem sucedido até que os nazistas invadiram a Holanda em 1940. Em 1943, Danby foi preso pelos nazistas por ser judeu e morto no campo de extermínio de Sobibor, na Polónia. A mãe de Danby, Clara e a esposa Rosa também foram mortas em Sobibor. A sua carta para Rose permaneceu guardada na Holanda durante a guerra e agora foi vendida pelos seus descendentes. "Ter uma carta do Titanic com esta ligação histórica era algo desconhecido", disse Aldridge à FoxNews.com.
As filhas de Danby, Margaret e Ellen sobreviveram à guerra, Ellen emigrou para o Canadá, onde se tornou uma treinadora de patinagem reconhecida mundialmente. Petra Burka Danby, a sua neta, representou o Canadá nas Olimpíadas de 1964, na patinagem conquistando uma medalha de bronze.

sexta-feira, maio 20, 2016

HARMONY OF THE SEAS

HARMONY OF THE SEAS 
Partiu hoje de Southampton, o Harmony of the Seas, o maior navio de cruzeiros do mundo. 
Custando mais de mil milhões de euros, o Harmony of the Seas será o 25º navio da frota da Royal Caribbean, com capacidade para 6.360 passageiros e 2.100 tripulantes. Entre outros luxos, o “Harmony of the seas” conta com 23 piscinas, 20 restaurantes, simuladores de surf, casino, paredes próprias para escalada e um verdadeiro e luxuoso parque de diversões. O navio seguirá para o seu porto base, Barcelona, para iniciar as suas viagens de uma semana pelo Mediterrâneo até ao final de Outubro, antes de ser reposicionado nas ilhas "caribeñas".

sexta-feira, maio 13, 2016

UM ACHADO TERRÍVEL

UM ACHADO TERRÍVEL 
Um relato macabro de como os corpos de três vítimas do Titanic foram encontrados no último barco salva-vidas em falta um mês depois do desastre veio à tona após 104 anos.
Os três cadáveres do sexo masculino foram descobertos no barco dobrável a 200 milhas do local do naufrágio do navio, quando passava o RMS Oceanic em 13 de Maio de 1912.
A pequena embarcação foi mais tarde identificada como sendo o bote dobrável A, o último barco salva-vidas disponível no Titanic.
O barco nunca foi lançado ficando à deriva quando o Titanic desapareceu sob as ondas e cerca de 30 pessoas na água gelada subiram numa tentativa desesperada para sobreviver.
A maioria deles sucumbiu à exposição e morreu e apenas 12 foram resgatados por um outro barco salva-vidas antes do barco dobrável se deixado ao abandono.
Os três corpos eram de dois fogueiros da sala de máquinas e do passageiro de primeira classe Thomson Beattie de 37 anos, que estava vestido com a sua roupa de jantar.
Depois de ver o barco salva-vidas flutuando na água, o capitão do Oceanic manobrou o navio em direção ao objeto na água.
A tripulação e os passageiros observavam com binóculos e ficou claro para eles que havia corpos ainda a bordo.
Uma testemunha ocular descreveu como os corpos estavam irreconhecíveis.
Não se sabe quem foi o passageiro do Oceanic que fez a descrição que afirma: "Eu cruzei o Atlântico um mês após a catástrofe do Titanic.
"Pegamos um dos botes salva-vidas com dois corpos irreconhecíveis de dois fogueiros e um passageiro trajado para jantar." - "Os corpos foram sepultados e um serviço de oração proferido. O barco salva-vidas, foi arreado para o nosso convés." Junto com o relato, estão três fotografias a preto e branco que mostram o processo de recuperação.
Uma imagem mostra seis tripulantes descendo num barco salva-vidas do Oceanic para o Atlântico, enquanto a segunda mostra o pequeno barco a remos em direção ao objeto na água à distância.
Um anel de casamento com a inscrição 'Edward para Gerda' também foi encontrado no barco.
Este pertencia a Gerda Lindell, que morreu ao tentar alcançar seu marido Edward no bote salva-vidas. Edward morreu de exposição ao frio, mantendo o anel de sua esposa e seu corpo foi lançado ao mar para o bote que estava muito instável, se poder manter à tona.

sábado, maio 07, 2016

101 ANOS DO NAUFRÁGIO DO LUSITANIA

video
 O NAUFRÁGIO DO LUSITANIA FOI HÁ 101 ANOS
O Lusitania saiu de New York no dia 1 de maio de 1915 com destino a Liverpool. No dia 6, quinta-feira o comandante foi informado de que havia submarinos alemães no seu percurso. No dia 7, sexta-feira, dia do naufrágio por volta das 14h10 da tarde o Lusitania foi atingido por um torpedo no seu lado de estibordo (lado direito do navio) pelo submarino alemão U-20. O navio possuía botes para todos os passageiros, mas como se manteve em movimento depois do choque, muitos botes não foram lançados. O Lusitania afundou em apenas 18 minutos, ou seja por volta das 14h28. Hoje questiona-se o motivo do Lusitania se ter afundado com apenas um torpedo e tão rápidamente. Alguns sobreviventes mencionam outras explosões do interior do navio que se acreditam ser desde munições a armas de guerra que, escondidas, seguiam a bordo. Esta tragédia ao largo de Kinsale na Irlanda, que vitimou 1198 pessoas, das 1959 a bordo, foi motor de arranque para dois anos mais tarde os Estados Unidos da América entrarem na Primeira Grande Guerra Mundial.

domingo, maio 01, 2016

TITANIC DE LEGO EM LISBOA

TITANIC DE LEGO EM LISBOA 
No mês de abril, em que se comemoram os 104 anos do naufrágio do navio, a MEO Fan Event anunciou que a sua nova edição teria uma réplica do Titanic. 
O evento, que decorreu entre 23 de abril e termina hoje, 1 de maio, juntou-se à iniciativa "Vamos Pôr o Sequeira no Lugar Certo".
Com o objetivo de ultrapassar a fasquia recorde de 40 mil visitantes do ano passado, a MEO Fan Event regressou a Lisboa para mais uma edição do certame.
Desta vez, o grande foco foi uma réplica, a maior a nível mundial, do famoso navio Titanic, à escala de 1:40. Feito em três meses, e com mais de 220 mil peças Lego, a réplica tem 7 metros de comprimento, 1 metro de largura e 1,50 metros de altura. Criado pela empresa Bright Bricks, este modelo foi feito utilizando os planos e as plantas originais do navio que se afundou há 104 anos.