domingo, janeiro 08, 2006

TITANIC
A única forma que arranjei para fazer um trailler à altura da história sobre o Titanic que aqui vai ser publicada foi esta. Aqui ficam algumas passagens da história:
« - Temos uma vaga no Titanic, querem ocupá-la?»
«George - Vamos na primeira viagem do Titanic!»
(...)
«Richard - Mas pai, como é que este navio enorme pode flutuar na água?
«George - Oh... Esse navio flutuará sempre na água. Flutuará sempre!
(...)
«George - E agora de que tens medo?»
«Camille - Não sei de que tenho medo, mas sei que não me vou deitar neste navio. Dizer-se que este navio não se afunda é como voar perante Deus.»
(...)
«Cpt. Smith - Tudo a postos. Dê a partida.»
(...)
«Camille - Sabia que eu vinha no Titanic, não sabia, David?»
«David - Claro, e quero conhecer o meu filho.»
(...)
«Richard - Mãe, estamos finalmente no Atlântico!»
(...)
«Camille - Você só quer o Richard porque sabe que pode tirar partido do nosso dinheiro. Esqueça-me de uma vez!»
«John - Algum problema, Camille?»
«Camille - Nâo, obrigado. O senhor Fraser está de saída.»
«David - Com licença.»
(...)
«Harriett - O David é o teu pesadelo. É um alvo a destruir antes que ele nos destrua a nós.»
(...)
«Fleet - Iceberg mesmo à nossa frente! A menos de uma milha!»
(...)
«Murdoch - Chocámos com ele!»
(...)
«Harriett - Que engraçado, estamos a atracar.»
(...)
«Mr Andrews - A situação é muito grave, meus senhores!»
(...)
« - Já não há mais botes? Então não precisamos mais disto.»
« - Não tire o colete, pode-lhe ser útil, minha senhora.»
(...)
«Dorothy - Eu nunca entrei num barco pequeno, não sou capaz!»
«John - Dorothy, volte aqui!»
«George - Richard, deixa-a ir, volta aqui, Richard!»
«Camille - Meu Deus, o meu filho desapareceu na multidão!»
(...)
«George - Tens de ir para um bote imediatamente, os teus pais já foram. Tens de te salvar e à Catherine. Ela é um bebé. Eu e o John procuramos pelo Richard. Trataremos de o pôr a salvo, agora vamos.»
(...)
«Camille - George, o Richard é teu filho, ele só reconhece um pai.»
«George - Eu amo-te, Camille.»
(...)
«David - Ora ora, quem temos aqui? Está com medo, pequeno Richard?»
(...)
«Camille - Meu querido, estás aqui... Oh Meu Deus! George! Não é o Richard que está aqui no bote. George!»
(...)
« - Alguém me ajude, por favor. Socorro!»
(...)
«George - Temos de sair daqui. Vamos! Temos de saltar, John!»
(...)
« - É agora!»
(...)
«John - Não sinto as pernas...»
«George - Vamos temos de nadar antes que a sucção nos puxe. O navio está a afundar-se. Está ali um bote. Vamos.»
(...)
« - Está alguém na água.»
«Camille - É o meu marido! George! Segura a minha mão.»
«George - Depressa. Puxem-no para bordo. Oh Meu Deus. Vá John.»
« - Já tenho o rapaz.»
«Camille - Ânimo. Nada George! Depressa! Estás a ser puxado para o fundo!»
«George - Camille...»
(...)
«Hitchens - Afundou-se!.»
Bem, o resto esperem para ver em Fevereiro.

3 comentários:

Alencar disse...

Nossa começarei a contar os dias.
Parece ser linda esta história.
PARABÉNS Mário, por mais essa iniciativa.

Diego disse...

Nossa legal em Mario!! Parabens!!

falow... o blog tah cada vez melhor!!

ateh!

lorenna disse...

Oi Mario...Muito legal o post...
Beijos...