quarta-feira, novembro 02, 2005

TAKE HER TO SEA, MR. MURDOCH
Há quem diga que se trata da cena mais «pirosa» do filme Titanic. Mas pergunto a todos qual seria a vossa sensação se sentissem que a vossa vida tinha mudado por uma questão de sorte, se sentissem a força do maior navio do mundo debaixo dos vossos pés, se soubessem que dentro de dias o sonho de chegar à América seria uma realidade, o início de uma vida melhor... O que não sabiam era que iria mudar de forma tão trágica... Talvez James Cameron se tenha baseado numa criança para realizar esta cena.
Frank John William Goldsmith Jr. era um rapaz de nove anos que viajava em 3ª classe com os seus pais, John William de 33 anos e Emily Alice de 31, e os amigos Thomas Theobald e Alfred Rush. A família Goldsmith ia com destino a Detroit ao encontro de uma nova vida, ainda sofriam com a perda do seu outro filho, Bertie, que faleceu de Difteria nos finais de 1911. Frank tentava divertir-se:
"Nós os miúdos passavamos muito tempo nas salas das caldeiras do navio a ver os alimentadores de fornalha a trabalhar. Eles cantavam canções. Muitas vezes quando olhávamos para eles, eles batiam com as pás nas grades dos contentores de carvão ao ritmo da cantoria."
Quando decidem aumentar a velocidade, já no alto mar, e empurrar aquele colosso toda a força a vante, vemos as centenas de fogueiros que atiram carvão para as fornalhas e vemos subir e descer as enormes bielas daqueles motores gigantescos, então compreendemos. Vemos a sua força interior, vemos o seu poder e Frank sentiu isso mesmo:
"Na tarde de 11 de Abril a minha mãe e eu ficamos na popa do navio a ver a Irlanda a desaparecer, com o coração aos saltos gritei «MÃE! ESTAMOS NO ATLÂNTICO!»"
Frank gritava de contentamento, sentiu a brisa do oceano, sentiu-se o rei do mundo, sentiu-se voar... A Irlanda ficava para trás, muito iria acontecer às 2208 pessoas que estavam a bordo, só 705 voltariam a ver terra de novo, entre eles Frank e a sua mãe...
Para finalizar uma frase que para mim é a que melhor define o Titanic dita por Eva Hart, sobrevivente da 2ª classe:
«Era um navio lindíssimo. Era maravilhoso. E é assim que devemos recordá-lo!»

3 comentários:

Alencar disse...

Olá, que legal o post de hoje.
Já ouvi um comentário sobre esse menino "Frank John William Goldsmith Jr.", no livro "Por Dentro do Titanic - Ken Marschall", lançado no Brasil pela Editora Manole. O titulo original - Inside The Titanic - Ken Marschall, 1997, lançado nos Estados Unidos pela Madison Press.
O livro consta com ilustrações gigantes do Ken Marshall, nosso personagem central, visita alguns lugares do Titanic. Muito legal o livro.
PARABÉNS!!!!!!

Anónimo disse...

adorei o post! :P tudo o que foi escrito ta excelente!
I'M THE KING OF THE WORLDDDDD!!!
pirosa?!?! pirosa qual quê!! era a alegria o entusiamos!! lol toma cnta da gente nestas alturas..nao acho nada pirosa a cena! 8-)
beijokas ai pa tds os membros e em especial po marinho =) hehe
ass: iNeSS

Diego disse...

oi!!

otimo o post mario!

A frase realmente caracteriza o grande navio, luxuoso e hj misterioso...

Legal, eu nao sabia da historia desse garoto!

Muito LEGAL!!!

PARABENS!!!