sábado, janeiro 07, 2012

5 MIL OBJETOS DO TITANIC EM LEILÃO

 MAIS DE CINCO MIL OBJETOS DO TITANIC VÃO A LEILÃO
Cem anos após o naufrágio do Titanic, mais de cinco mil objetos encontrados no fundo do oceano, entre louças, documentos, roupas e também peças do mais célebre navio de todos os tempos, serão leiloados no dia 11 de abril em Nova Iorque, anunciou a leiloeira Guernsey's. Trata-se de "preservar a História" para as gerações futuras, declarou Arlen Ettinger, presidente da casa de leilões, durante uma conferência de imprensa, destacando "o fascínio" que a história do Titanic continua a exercer, inclusivamente nas crianças, como é o caso do seu filho, de 12 anos. Todas as peças, entre elas um pedaço do casco que pesa 17 toneladas, foram encontradas no fundo do oceano. Foram precisas oito expedições realizadas em 25 anos pelo RMS Titanic no sul da Terra Nova (Canadá), no local onde repousavam os destroços, a 3.800 metros de profundidade. O valor da coleção foi calculado em 147 milhões de euros em 2007, com alguns direitos associados. Os objetos serão apresentados num único lote, devido a uma decisão judicial que impede a sua venda em separado. Algumas peças da baixela de valor diferenciado, segundo a classe dos passageiros, algumas impressas com o nome "White Star Line", a companhia marítima do navio, o colete de um viajante, botões de punho em ouro ou ainda um par de binóculos perfeitamente conservado, foram apresentados durante uma conferência de imprensa. Todos contam a história da luxuosa cidade flutuante que era o Titanic, naufragado há cem anos, na noite de 14 para 15 de abril de 1912, após ter chocado com um iceberg durante a sua viagem inaugural de Southampton (Inglaterra) a Nova Iorque. No total, 2.200 pessoas de 40 nacionalidades estavam a bordo, cheias de "sonhos e de esperanças", e cerca de 1.500 morreram no naufrágio. "Foi um dos acontecimentos mais significativos do século XX", referiu Alexandra Klingelhofer, responsável pela coleção. 
Por Rita Afonso com AFP via sapo.pt

3 comentários:

Ana Rita Correia disse...

Eu ia adorar ter uma parte do Titanic comigo, mas continuo a ser contra o fazer-se dinheiro com a tragédia.
Acho que os objetos deviam permanecer junto do navio.

Anónimo disse...

o valor desses 5.000 objetos valem mais do que muitos navios de hoje

Mário disse...

é bem verdade amigo. =)