domingo, dezembro 18, 2011

 TATUAGENS TITANIC 
O britânico Steve Hine virou sensação na internet ao expor sua tatuagem sobre a história do Titanic. O desenho nas costas de Steve custou mais de R$ 7 mil e levou cinco anos para ficar pronta.
“Quando comecei a fazê-la, planejava terminá-la no aniversário de centenário do naufrágio”, disse Steve Hine.
Steve Hine criou sua própria idéia do que teria acontecido naquela terrível noite de 1912, quando o navio bateu em um iceberg e naufragou, baseado em pesquisas em livros e ilustrações descrevendo o acidente, que levou a um tatuador.
O tatuador Pix Marcin, que completou a arte do corpo, disse que nunca tinha visto nada parecido em seus seis anos como profissional.
Vivienne, mulher de Steve, contou que o marido sempre chama atenção, onde quer que vá. “Sempre que estamos de férias e ele tira a camisa, todo mundo quer dar uma olhada e tirar fotos; ele é uma espécie de celebridade”, afirma.
Fonte: Metro News

quinta-feira, dezembro 08, 2011

TITANIC 2

TITANIC 2 
Em Abril de 2012, o presidente da Blue Star Line (o RMS Titanic era da White Star Line) anunciou ao mundo a sua intenção de construir e lançar o Titanic II. O bilionário australiano Clive Palmer anunciou que pretende construir uma réplica em tamanho real do navio mais famoso de todos os tempos. Para isso, ele já teria inclusive um estaleiro chinês escolhido para abrigar a construção. Além da contratação da empresa, Palmer já contaria com uma equipe pronta para recriar com perfeição todos os detalhes dos nove andares do navio de cruzeiro, que contava com 840 quartos. Segundo informações do Daily Mail, o Titanic II vai apresentar as quatro imponentes chaminés, mas elas têm apenas fins estéticos, já que o navio deve usar diesel como combustível.
O Titanic II promete ser equipado com “tecnologias do século XXI”: além de ter garantias de que não vai afundar, ele vai trazer academias, spas e todas as comodidades que as pessoas esperam de navios de cruzeiro de luxo.
Esse é apenas o primeiro dos quatro navios de cruzeiro encomendado pelo bilionário aos construtores navais chineses do Estaleiro CSC Jinling. . O custo do projeto ainda não foi revelado. 
Posteriormente o bilionário australiano, anunciou que a construção da sua réplica moderna do RMS Titanic foi adiada, e está prevista a sua viagem inaugural em 2018. Mais recentemente, anunciou-se que os planos ambiciosos de Clive Palmer para construir uma réplica do Titanic parecem agora menos propensos a permanecerem à tona, com os trabalhadores chineses cépticos quanto ao projecto que nunca sairá do papel.
Quase 100 anos após o navio original se ter afundado, Palmer revelou planos para desenvolver uma réplica do transatlântico como homenagem ao "povo heróico" que trabalhou no primeiro navio, bem como os passageiros a bordo. O projeto continuou a ganhar impulso com um anúncio de que a Deltamarin, uma empresa mundial de arquitectos e engenharia naval, foi contratada para ajudar com o navio de passageiros.
Fundada em 1990 por um grupo de arquitetos navais e engenheiros, a Deltamarin é especializada em design, consultoria, engenharia e supervisão de projectos no conceito de desenvolvimento e estudos na área naval. Oferecem serviços nas indústrias navais e offshore em todo o mundo.
A empresa finlandesa reviu o projecto para garantir que o navio é compatível a nível de segurança, construção e regulamentos de navegação em vigor. O trabalho prestado pela Deltamarin permite ao estaleiro chinês iniciar a construção ainda este ano. Segundo Palmer, a Blue Star Line foi praticamente esmagada com os incentivos internacionais para o projeto.
"Mais de 20.000 pessoas se cadastraram no site Blue Star Line expressando interesse em receber as nossas atualizações regulares ou solicitando informações sobre como anteciparem já as suas reservas para a viagem inaugural do Titanic II", afirmou Palmer. Em um comunicado à imprensa em Junho de 2012, Palmer reafirmou a data de lançamento para 2016 e a intenção do Titanic II navegar a partir da China para a Inglaterra antes da sua viagem inaugural de passageiros por forma a refazer o seu percurso original. 
"O Titanic II vai ser regular na sua rota transatlântica entre o Reino Unido e os EUA", disse Palmer. Embora o navio seja uma réplica com as mesmas dimensões que o seu antecessor, com 840 quartos e nove decks, este será "mais eficiente", cujas mudanças incluirão um bolbo de proa para maior eficiência do combustível em navios de geração diesel e propulsores de proa para maior capacidade de manobra. Os planos do projecto Titanic II, foram desvendados em Dezembro de 2012, durante um jantar a bordo do USS Intrepid. No jantar, cuja ementa foi o menu oferecido aos passageiros do Titanic no dia em que este afundou, os convidados ficaram a conhecer os desenhos do novo navio que irá manter as mesma dimensões, os 840 camarotes, nove decks e as três classes, primeira, segunda e terceira, que existiam no original. 
Segundo o site Time and Date, o Titanic 2 começará a ser construído precisamente 99 anos depois que o seu último irmão o Gigantic (depois chamado Britannic) foi também lançado à água. Fala-se que o evento terá descendentes de passageiros e pessoas ilustres da actualidade. A Blue Star Line, detentora do novo Titanic, (a verdadeira dona do Titanic original era a White Star Line) responde a algumas questões de como será o novo Titanic levantando já alguma polémica quanto a ter o mesmo regime de classes a bordo. 
Como posso me inscrever para obter actualizações sobre o Titanic II?
Você pode se inscrever para obter actualizações regulares do Titanic II aqui.
Como posso me candidatar para um emprego trabalhando em Titanic II?
Actualmente não há vagas na Blue Star Line. Oportunidades de emprego no futuro serão anunciadas neste site.
Quando é que os bilhetes para o Titanic II vão ser disponibilizados?
Os bilhetes ainda não estão disponíveis para venda. Informações para reserva, incluindo a data da viagem inaugural e os preços dos bilhetes, quando disponíveis, serão colocados no site da Blue Star Line.
Em que portos vai parar o Titanic II durante a sua viagem?
O navio vai parar nos mesmas portos que o Titanic original, incluindo Southampton e Nova Iorque.
O Titanic II terá as três classes de passageiros como Titanic original?
Sim. O Titanic II terá as mesmas classes do Titanic original. Primeira, segunda e terceira-classe.
Este Titanic vai ter o mesmo tamanho que o Titanic de 1912?
O Titanic II vai ser idêntico ao Titanic original em comprimento mas vai ser alguns metros mais largo para proporcionar uma maior estabilidade.
Podem os passageiros de todas as classes a bordo do Titanic II usufruírem de todos os espaços do navio durante a viagem?
Esta opção está em consideração.
O Titanic II terá todos os mesmos restaurantes e salas de jantar como Titanic verdadeiro?
Prevê-se que todos os restaurantes e salas de jantar estarão representados no Titanic II.
A Blue Star Line disponibilizou pela primeira vez uma brochura sobre o que vai ser o Titanic II, e o mais interessante de tudo, que possui os direitos das seguintes denominações: RMS Olympic, RMS Titanic, HMHS Britannic, RMS Gigantic, Titanic II e Titanic III. Este é o link da brochura: http://publ.com/mNahlZu. Podemos verificar que os interiores serão idênticos, desde o salão de fumadores, aos banhos turcos e ao verandah café. 
Já se encontra disponível na mesma brochura o formulário para quem quiser se inscrever num emprego a bordo do luxuoso navio. Aqui ficam as imagens do futuro Titanic e apelo para a vossa atenção para o pormenor do projeto com alterações a vermelho a fazer lembrar o pequeno livro de notas de Thomas Andrews quando fez as modificações para o Titanic dizendo: "Não fizemos o projeto duas vezes. Fizemos o projeto do protótipo, que é o Olympic. E nesse projecto fizemos as alterações que queríamos introduzir no Titanic com uma caneta vermelha grossa." 
Interessante também de relembrar que na época, a White Star Line criou os três super-navios para concorrer com a rival Cunard, não apostaram na velocidade como a sua concorrente, mas no tamanho e numa travessia calma e luxuosa. 
Hoje, cem anos depois, a Cunard tem tamanho e luxo e calmaria, mas a Blue Star Line, vai criar estes super-navios concorrendo directamente com a sua rival, desta vez apostando na velocidade e no luxo deixando de lado o tamanho para se manter fiel aos navios originais. É como se a História se quisesse repetir de algum modo. Quem sabe o que veremos no decorrer do século? Espero que nenhum naufrágio, nem a fusão da Blue Star Line com a Cunard como aconteceu com a White Star Line. 
Em Janeiro de 1998, o milionário Sarel Gous, um empresário sul-africano, fundou uma nova empresa de seu nome, RMS Titanic Shipping Holdings, cujo único objectivo anunciado era construir uma réplica em tamanho real do Titanic. Instantaneamente, como acontece com a maioria das coisas relacionadas ao Titanic, a notícia correu o mundo e este vídeo saiu como uma bomba pelo Discovery Channel. Dois meses depois, Gous anunciou que conseguiu adquirir os planos da Harland and Wolff em Belfast: o que Gous se esqueceu de dizer foi que qualquer pessoa pode comprá-los, pois os planos são um dos tops de vendas dos estaleiros irlandeses construtores do malogrado navio. Algo bastante embaraçoso para este milionário. Como se ainda não bastasse, estes planos seriam praticamente inúteis em termos de segurança e técnicas de construção modernas, para desespero de Gous.
Contundo, o anúncio seguinte foi ainda mais estranho: Sarel Gous disse à imprensa mundial que a sua réplica do Titanic começaria a ser construida em Julho de 1998, apenas seis meses após a criação da empresa, e apenas quatro meses desde a aquisição dos planos. No entanto, até hoje, nenhum navio jamais foi concebido, muito menos construído. O projecto de Sarel Gous afundou-se e nunca mais se voltou a falar do assunto
Mas o que pouca gente sabe é que o Titanic de 1912, seria na verdade um Titanic 2! O primeiro Titanic nasceu em 1888! Não, não se trata do Titan, a profecia de Morgan Robertson de 1898 bastante idêntica ao Titanic, nem do navio Titanian que por pouco ia tendo o mesmo destino fatídico do navio de 1912 quando numa noite de Abril de 1935 o vigia avistou um iceberg na escuridão e o evitou a tempo. 
Este navio foi chamado de Titanic e nasceu também em Belfast mas em 1888, e fez a sua viagem inaugural em 4 de Maio desse ano até Glasgow. 
Mas a sua história também é de desastres, em 1895 sofreu danos devido a um incêndio quando ia de Caliberian a Boston, a situação repetiu-se um ano depois quando estava aportado em Philadelphia. Mais danos se deram em 1898 nas hélices e sua popa, dois anos depois foi a vez da proa, em 1900. Estávamos em 1903 quando o Titanic foi rebaptizado de Luís Alberto, em 1915 mudou o nome para Dom Alberto, permanecendo sem mais sobressaltos ou acidentes até ser desmontado em 1928. 
Quanto ao tema "Titanic 2", muitas coisas se podem encontrar a esse respeito. Em Agosto de 2010 saiu um novo filme produzido directamente para DVD chamado Titanic 2! Com roteiro e direcção de Shane Van Dyke, os actores Bruce Davison (o senador Kelly de X-Men) e Brooke Burns (Baywatch) estrelaram o novo lançamento da produtora Asylum (detentora de clássicos modernos do cinema B como Mega Piranha e Snakes on a Train).
Na trama, um luxuoso transatlântico é desafortunadamente baptizado Titanic 2 em homenagem ao centenário do naufrágio do navio irlandês. A reviravolta, desta vez, é o iceberg, movido por um tsunami, que vai ao encontro do barco. Em 2006 um famoso vídeo do youtube demonstrava Jack Dawson congelado e recuperado ao fim de mais de 90 anos. Depois de reanimado, Jack vê-se num mundo completamente novo e em desespero à procura de Rose que já falecera. Podem assistir ao mesmo clicando aqui. Esse filme é fácilmente desmistificado com imagens claras de outros filmes protagonizados por Leonardo DiCaprio. Outro filme apelidado de forma errada como Titanic 2 foi anunciado pela estação de televisão brasileira SBT. 
O filme concebido em 1996 com poucos gastos foi feito apenas para passar na televisão e conta com Catherine Zeta-Jones no principal papel. Na verdade este filme nunca poderia ser o sucessor de Titanic de James Cameron porque foi produzido e entrou no mercado antes do filme mais famoso do cinema. Uma ideia infeliz da estação de televisão contra a guerra de audiências... A SBT talvez movida por motivos de marketing assim o entitulou, dizendo até que se trata daquilo que não vimos em Titanic 1 numa super produção. Mesmo apesar das evidências,  muitos acreditaram nessa ideia mas na verdade não existe nenhuma numeração do filme Titanic de Cameron porque nunca houve nenhuma sequela. Só nos falta agora nomearem de Titanic 2 a versão 3D de Cameron.

quinta-feira, dezembro 01, 2011

 TITANIC EM FOCO 
A EXPOSIÇÃO EM CURITIBA 
Quando esta exposição esteve aqui em Lisboa, de onde escrevo, em 2009, as sensações que vivi e as experiências pelas quais passei, deixaram-me recordações para o resto da minha vida. Podem recordá-la aqui em TITANIC EM LISBOA.
Durante quase todo este ano, a exposição Titanic: The Artifact Exhibition fez escala no Brasil, estando agora ancorada na cidade de Curitiba até ao início de 2012. Como tal, o nosso correspondente titânico no Brasil, Rodrigo Piller autor do site TITANIC EM FOCO, visitou a exposição e logicamente teve que relatar as suas experiências junto com outro amigo e fã de Titanic Jefferson Krüger. Para verem na íntegra o relato, visitem o site onde podem ler todo o relato em EXPOSIÇÃO TITANIC EM CURITIBA. Transcrevo a recomendação que o nosso amigo deixa a todos os que estiverem nas proximidades para visitarem a exposição:

"Pessoalmente indico a exposição para todo o público. Os mais bem informados terão a chance de finalmente 'encontrar a história cara a cara', comprovar que a realidade existe e pode até mesmo ser tocada. Aos admiradores menos informados é também uma experiência sem igual, tanto se pode realmente entender a história, quanto aprender mais sobre como tudo ocorreu e como realmente foi o Titanic e a vida de algumas das pessoas que nele estiveram. Ao público que não conhece a história certamente também é uma visita inesquecível, um encontro com um fato que marcou a humanidade e que percorre o mundo através da mída e da cultura popular. Além de que é surpreendente observar o quanto os objetos estão bem preservados, peças que passaram mais de 75 anos debaixo de 4Km de água salgada e hoje permanecem, em alguns casos, intactas. Fui à exposição por duas vezes, e confesso que minha mente não absorveu toda a grandiosidade daquilo que lá eu vi, é como se não fosse capaz de compreender a dimensão histórica e a monumental tragédia do Titanic e de seus ocupantes. E creio que seja exatamente por isto que somos incapazes de apreender com exatidão o que isto tudo significa, visto que a história do Titanic se transformou em uma tragédia grega (literalmente falando) deixando uma mensagem tão forte que dificilmente será apagada. A distante de qualquer fanatismo ou lendas, a mensagem é a seguinte:

'Nada que a humanidade propõe pela sua evolução ou tecnologia é infalível, e o sucesso de qualquer empreendimento depende única e tão somente de nossa cautela, atenção, respeito e da eterna consciência de que somos meras criaturas, quem dispõe e governa é Deus, assim foi e sempre será.'

Penso que a tragédia do Titanic, apesar de muitas fantasias e boatos sem fundamento, é uma mensagem de que somos falíveis e, ainda que sejamos livres para evoluir e fazer coisas grandiosas, temos de ser cautelosos e lembrar-mos que somos meros mortais, criaturas falíveis, frágeis e, por vezes, arrogantes. Para especialistas, estudiosos, religiosos, cientistas, historiadores, admiradores, curiosos ou fãs, o TITANIC seguirá trazendo algo de construtivo, encantamento ou algum ensinamento. E assim esta lenda segue causando um eterno movimento de interesse, numa viagem que começou em 10 de Abril de 1912, mas que dificilmente encontrará um porto de destino. O Titanic navegará indeterminadamente pelos mares da cultura popular. Ele foi, é e continuará sendo uma história atemporal e imortal. E se este interesse nos faz aprender algo, então isto tudo torna-se muito válido."

segunda-feira, novembro 21, 2011

RMS GIGANTIC

  RMS GIGANTIC (HMHS BRITANNIC)
O RMS Gigantic ou HMHS Britannic foi o último dos três navios que a Harland and Wolff construiu para a White Star Line. A quilha foi construída antes da viagem inaugural do Titanic, mas a construção foi paralisada depois que o Titanic afundou. Antes da retomada da construção, vários mudanças foram feitas ao Gigantic, inclusive um casco duplo e anteparas à prova de água que alcançavam até o deck "B" - as antepara a prova de água do Titanic só iam até o deck "E". Ele seria chamado de RMS Gigantic, mas foi mudado para Britannic logo após a catástrofe do Titanic. Estas modificações fizeram do Britannic o maior em tonelagem bruta, cerca de 48.158 toneladas. Como um navio hospital ele era aproximadamente 5% maior e provavelmente teria alcançado as 50.000 toneladas quando convertido a um transatlântico comercial. A White Star ficou obcecada com a segurança de seus navios depois do desastre do Titanic. A sua construção começou em 30 de Novembro de 1911 mas só foi lançado em 26 de Fevereiro de 1914 e a White Star anunciou que ela faria a linha entre Southampton e Nova Iorque a partir da Primavera de 1915. 
Com o início da Primeira Guerra Mundial, em 13 de Novembro de 1915 o navio foi requisitado pelo almirantado e oficialmente foi completado como um navio hospital. Sua parte interna quase completa foi convertida em dormitórios e quartos operacionais. Atracou em Liverpool no dia 12 de Dezembro de 1915 debaixo de uma pesada escolta armada. Foi equipado para a função de navio hospital com 2.034 cabines e 1.035 camas para vítimas. Um pessoal médico de 52 oficiais, 101 enfermeiras, 336 ordenanças, e uma tripulação de 675 homens e mulheres. O navio estava sob o comando do Capitão Charles A. Bartlett. O Britannic foi comissionado como HMHS "His Majesty's Hospital Ship", Navio Hospital da Vossa Majestade. A sua primeira viagem foi em 23 de Dezembro de 1915, com destino a Moudros na ilha de Lemnos. O Britannic foi juntar-se ao Mauretania, Aquitania, e ao seu irmão, o Olympic, no "Serviço de Dardanelles". Juntos os navios eram capazes de levar 17.000 doentes e feridos ou 33.000 soldados. Por causa dos seus tamanhos, estes navios inclusive o Britannic tinham que ancorar em águas muito profundas e confiar em oito navios balsas menores para transportar os feridos e doentes das docas da frente de batalha até aos transatlânticos. 
O Natal foi celebrado no Britannic quando este ia rumo ao porto de carvão de Nápoles, onde chegou dia 28 de Dezembro, 1915. Uma vez abastecido, partiu dia 29 de Dezembro com destino a Moudros, onde passou quatro dias vendo o começo do ano de 1916 e resgatando 3.300 feridos e pessoal militar doente. O Britannic retornou a Southampton em 9 de Janeiro de 1916 onde os pacientes que transportava foram transferidos para hospitais em Londres. A sua segunda viagem foi pequena. Teve que ir buscar feridos a Nápoles e retornou a Southampton dia 9 de Fevereiro de 1916. A terceira viagem foi igualmente monótona como as anteriores. Passou quatro semanas como hospital flutuante na Ilha de Wight Cowes. Após isso o Britannic voltou a Belfast em 6 de Junho de 1916 e foi devolvido a White Star Line. A Harland and Wolff começou a convertê-lo para um navio de passageiros mais uma vez, mas o trabalho foi cancelado quando o Almirantado solicitou-o novamente para serviços de guerra. Então voltou uma vez mais a Southampton em 28 de Agosto de 1916. O Britannic começou a sua quarta viagem em 24 de Setembro de 1916 com membros do Departamento de Ajuda Voluntária, a bordo. Estes membros do DAV seriam transportados para Moudros. Seguindo depois para abastecimento em Nápoles, o navio chegou a Moudros no dia 3 de Outubro de 1916. O Britannic foi detido em Moudros enquanto os funcionários investigavam a possível causa de intoxicação gastrointestinal que tiverem algumas pessoas. O navio retornou a Southampton em 11 de outubro de 1916. A quinta viagem teve novamente escala em Southampton, Nápoles e Moudros. No último dia dessa viagem o Britannic enfrentou mares revoltosos e tempestades. Após enfrentar as tormentas retornou finalmente a Southampton com mais de 3.000 feridos. O Aquitania sofreu sérios danos durante a tempestade e teve que atracar para reparos. Por causa disso o Britannic foi convocado para sua sexta viagem depois de quatro dias ancorado. O Britannic partiu de Southampton num domingo, dia 12 de Novembro de 1916. O tempo estava calmo. 
Desta vez não levava nenhum "passageiro". No dia 17 de Novembro de 1916, chegou a Nápoles, para abastecer e partir no sábado, mas uma tempestade feroz atrasou a sua partida. Terça-feira, 21 de Novembro de 1916, um dia perfeito. O Britannic navegava pelo Canal de Kea no mar Egeu, em plena Primeira Guerra Mundial. Logo após as 8:00 da manhã, uma tremenda explosão golpeou o Britannic, adornou e começou a afundar-se muito depressa pela proa. O Capitão Bartlett experimentou encalhar o Britannic na Ilha de Kea, mas não teve sucesso. Em 55 minutos, o maior transatlântico da Inglaterra, com apenas 351 dias de vida, afundou. A explosão ocorreu aparentemente entre a 2ª e a 3ª antepara a prova de água e a antepara 2 e 1 também foram danificadas. Ao mesmo tempo, começou a aparecer água na sala de caldeiras 5 e 6. Este era asperamente o mesmo dano que levou o seu irmão, o Titanic, a afundar. O capitão Charles Bartlett foi o último a abandonar o navio e infelizmente 30 pessoas morreram na ocasião quando havia mais de 1100 a bordo. A maioria destas mortes ocorreu quando os hélices emergiram das águas e sugou alguns barcos salva-vidas. Os motores ainda estavam em funcionamento, pois na correria de tentar encalhar o navio e ao mesmo tempo tentar entrar nos botes, esqueceram-se de parar os motores. 
Mortos no naufrágio do HMHS Britannic: Arthur Binks / Arthur Dennis / Charles C. S. Garland / Charles J. D. Phillips / Frank Joseph Earley / G. Philps / George De Lara Honeycott / George James Bostock / George Sherrin / George William Godwin / George William King / Henry Freebury / Henry James Toogood / James Patrick Rice / John Cropper / John George McFeat / Joseph Brown / Leonard George / Leonard Smith / Percival W. E. White / Pownall Gillespie / Robert Charles Babey / Thomas A. Crawford / Thomas Francis Tully / Thomas Jones / Thomas Taylor McDonald / Walter Jenkins / William Sharpe / William Smith / William Stone
O Britannic está tombado de lado a apenas 350 pés (107m) de profundidade. Tão raso que a proa bateu no fundo antes dele afundar totalmente, e devido ao imenso peso do navio a proa se retorceu toda. Foi descoberto em 1976 numa Exploração dirigida pelo oceanógrafo Jacques Cousteau. Ele está totalmente intacto excepto pelo buraco provocado pela explosão e pela proa curvada e retorcida. É fácil distinguir o Britannic de seus irmãos, devido aos gigantescos turcos de barco salva-vidas, e também porque a maioria das fotografias suas mostram ele todo pintado de branco com uma faixa verde pintada no casco de proa a popa, separada apenas por 3 grandes cruzes vermelhas de cada lado, designando-o como um navio hospital. O HMHS Britannic nunca chegou a receber um centavo para transportar um passageiro. O Britannic é hoje o maior transatlântico naufragado.

quinta-feira, novembro 17, 2011

TITANIC 3D

TITANIC 3D
O site e o trailer oficial já saíram! A 4 de Abril nos cinemas de todo o mundo, Titanic volta à superfície em 3D! A data marca 100 anos do naufrágio do navio que deixou a costa inglesa em 10 de Abril de 1912, afundando quatro dias depois. "Titanic" arrecadou no mundo inteiro mais de US$ 1,84 bilhão e levou mais 11 Oscars. Cameron e John Landau, produtor da película, mostraram 20 minutos do filme nos estúdios Paramount, em Hollywood. O processo de conversão durou 60 semanas e custou US$ 18 milhões. Mais de trezentas pessoas trabalharam no projecto que procurou conseguir uma sensação de profundidade como se toda a película tivesse sido rodada em 3D. "Não é perfeito, é 2,99D, não é realmente 3D", disse o director de Avatar. Se artisticamente o filme será idêntico ao assistido em 1997, já que Cameron disse não sentir necessidade de retocar nada, o efeito tridimensional proporcionará "uma nova experiência no cinema". Além do aumento da sensação de tamanho do navio e do dramatismo das cenas do afundamento, Cameron apontou que o 3D proporcionará uma maior dose de emoção nas sequências íntimas entre os protagonistas, Rose e Jack, interpretados por Kate Winslet e Leonardo DiCaprio.
Titanic reestreará em 3D e também em 2D em algumas salas, mas graças à digitalização da versão original a qualidade de imagem será maior em qualquer um dos dois formatos do que na versão original. "Brilhará mais do que antes", afirmou o cineasta, que declarou que Kate se mostrou disposta a apoiar o relançamento do filme. Já DiCaprio ainda não foi contactado. O diretor aproveitou para pedir um maior compromisso dos donos das salas de cinema com as projecções em 3D, que muitas vezes apresentam partes mais escuras na tela. Cameron assegurou que a falta de luz acontece pois os filmes tridimensionais precisam de maior luminosidade. Essa intensidade é limitada nos projetores para prolongar a duração de vida das lâmpadas, que têm um custo elevado. "Não é uma questão tecnológica, é uma questão de negócio", afirmou o cineasta, que disse que o púbico paga mais para assistir um filme 3D por isso deveria ter a melhor versão possível. Até a estreia de Avatar em 2009, Titanic foi o filme mais visto de todos os tempos. "Há uma geração inteira que nunca viu Titanic como deve ser visto: nos cinemas.", revelou Cameron.
O tenor espanhol Plácido Domingo reinterpreta o tema principal do longa-metragem "Titanic", "My Heart Will Go On" , ao lado da cantora canadense Celine Dion para a trilha sonora do filme de James Cameron na versão em 3D, prevista para 4 de abril. A Sony Classical lançará em 25 de Março duas novas edições da trilha sonora original (BSO) do filme: "Titanic Anniversary Edition" e "Titanic Collector's Anniversary Edition". A primeira, que inclui um livro colorido de 12 páginas além de quatro adesivos "vintage" para colar em malas, é composta de um CD com a BSO remasterizada, e de outro, inédito, com música gravada por I Salonisti, a orquestra que tocava no filme, além do dueto de Celine Dion e Domingo. Já a "Titanic Collector's Anniversary Edition" contém 4 CDs além do livro e dos adesivos. O primeiro dos discos é a BSO remasterizada; o segundo, a trilha sonora "Back To Titanic" também remasterizada; o terceiro, o "I Salonisti" com a dupla Domingo e Celine Dion, e o quarto, música popular da época do "Titanic". A trilha sonora do filme vendeu desde o lançamento em 1997 mais de 26 milhões de cópias no mundo inteiro, "Back To Titanic" outros 3 milhões e a música  "My Heart Will Go On" , mais de 6 milhões. A nova edição do filme coincide com o centenário do naufrágio da embarcação e estreará em 4 de Abril. Os protagonistas do filme, Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, participarão das apresentações e eventos relacionados à estreia do film.

Titanic. Original Soundtrack
1. Never an Absolution
2. Distant Memories
3. Southampton
4. Rose
5. Leaving Port
6. “Take Her to Sea, Mr. Murdoch”
7. “Hard to Starboard”
8. Unable to Stay, Unwilling to Leave
9. The Sinking
10. Death of Titanic
11. A Promise Kept
12. A Life So Changed
13. An Ocean of Memories
14. My Heart Will Go On (performed by Celine Dion)
15. Hymn to the Sea
Back to Titanic
1. Titanic Suite
2. An Irish Party In Third Class (performed by Gaelic Storm)
3. Alexander’s Ragtime Band (performed by I Salonisti)
4. The Portrait
5. Jack Dawson’s Luck
6. A Building Panic
7. Nearer My God To Thee (performed by I Salonisti)
8. Come Josephine, In My Flying Machine (performed by Máire Brennan)
9. Lament
10. A Shore Never Reached
11. My Heart Will Go On – with dialogue from the film (performed by Celine Dion)
12. Nearer My God To Thee
13. Epilogue: The Deep And Timeless Sea
 I Salonisti: Gentlemen, It Has Been a Privilege Playing with You Tonight
 1. Valse Septembre
2. Marguerite Waltz
3. Wedding Dance
4. Poet and Peasant
5. Blue Danube
6. Song Without Words
7. Estudiantina
8. Vision of Salome
9. Titsy Bitsy Girl
10. Alexander’s Ragtime Band (piano)
11. Sphinx
12. Barcarole
13. Orpheus
14. Song of Autumn
15. Nearer My God To Thee
Various Artists - Popular Music From The Titanic Era
1. It’s a Long Way to Tipperary (John McCormack)
2. Let Me Call You Sweetheart (Halfway House Dance Orchestra)
3. Vilia (Guy Lombardo & His Orchestra)
4. My Gal Sal (Chick Bullock & His Levee Loungers)
5. Oh! You Beautiful Doll (Chuck Foster & His Orchestra)
6. Martha (Adrian Rollinoi Trio)
7. In the Shade of the Old Apple Tree (Duke Ellington & His Orchestra)
8. Waiting at the Church (Beatrice Kay)
9. Frasquita Serenade (John Kirby & His Orchestra)
10. Shine On, Harvest Moon (Hal Kemp)
11. From the Land of the Sky Blue Water (Mildred Bailey & Her Orchestra)
12. Loch Lomond (Maxine Sullivan & Her Orchestra)
13. A Hot Time in the Old Town Tonight (Miff Mole’s Molers)
14. Nearer My God To Thee (Nelson Eddy)
Ao Matheus Treuk

domingo, novembro 13, 2011

TITANIC DECKPLANS

TITANIC DECKPLANS
O TITANICFANS disponibiliza os deckplans do Titanic para baixarem no vosso pc. Seguem abaixo pela ordem correspondente.
- visão lateral -
 
- casa das caldeiras -
- casa das máquinas -
Basta clicar e "salvar como" para ficarem com as mesmas ampliadas. 
Para a Rita

quinta-feira, outubro 20, 2011

LIVRO TITANIC DESCONTO 20%

 TITANIC
A HISTÓRIA COMPLETA
Phillipe Masson
O TITANICFANS em parceria com a Editora Contexto tem o privilégio de apresentar o mais recente livro que falta na coleção de qualquer fã do Titanic que se preze! E para os leitores do TITANICFANS a Editora Contexto oferece um desconto de 20%!
COMO CONSEGUIR O DESCONTO TITANICFANS? 
É muito simples, basta aceder ao link de compra do livro http://www.editoracontexto.com.br/produtos.asp?cod=558 e ao carregar no botão "comprar" aparecerá uma opção para digitar o seu Cupom de Desconto. O código a ser inserido deverá ser titanicdesconto. Esse cupom é colocado na hora da compra na lacuna "Cupom Desconto", assim gerando um novo valor. Não deixe de aproveitar esta MEGA PROMOÇÃO! Aproveite já!

"Titanic: a História Completa" traz ao de cima as questões que todos fazem e que desde 15 de Abril de 1912 procuram respostas. "Imprudência ou fatalidade?" - estas e outras perguntas serão abordadas neste livro com mais de 250 páginas. Embarque nesta viagem com um dos maiores especialistas navais do mundo, Phillipe Masson. Do sonho de um navio inafundável ao pesadelo do desastre, da lenda aos destroços no fundo do oceano, seguimos o autor pelos botes salva-vidas, os pedidos de socorro que ecoavam naquela noite fria de 15 de Abril, a agonia dos familiares que aguardavam ansiosos por notícias dos seus entes queridos a bordo, e o que mudou na História depois da tragédia daquele que foi considerado o maior naufrágio de todos os tempos. Uma obra rica em mapas, ilustrações, quadros, fotos e um glossário completo, esta é a obra que falta na estante de um bom leitor e no acervo de um colecionador de Titanic. 
Não deixe também de conhecer melhor a Editora Contexto - Promovendo a Circulação do Saber.

domingo, outubro 16, 2011

PLANTA DE TITANIC VAI A LEILÃO
O plano de convés do Titanic propriedade do casal de idosos Ida e Isidor Straus retratados no filme de Cameron, deitados na cama, com o navio a afundar-se será vendido em leilão com valor mínimo de £ 50,000. Ida e Isidor Straus afogaram-se lado a lado no naufrágio depois dela recusar um lugar no bote salva-vidas, preferindo permanecer ao lado do marido. Testemunhas afirmam que o casal sentou-se nas cadeiras de convés de mãos dadas quando foram levados pelo mar junto com o Titanic. Mas em 1997 no filme Titanic de James Cameron, estrelado por Kate Winslet e Leonardo DiCaprio, o casal de idosos foi mostrado abraçado na sua cama. As plantas do navio só foram entregues aos 324 passageiros de primeira classe assim que embarcaram no navio em Southampton em 10 de Abril de 1912. Hoje apenas três delas existem, duas em colecções particulares e esta agora disponível no mercado. Este exemplar esteve na posse de Ellen Bird, a empregada dos Straus que sobreviveu ao desastre no qual 1.495 pessoas morreram, incluindo os seus patrões. Manteve-o sempre consigo durante toda a sua vida sendo agora leiloado pelo actual proprietário privado que se mantém anónimo. Apesar da sua idade este pedaço de papel manteve-se intacto ao longo dos últimos 99 anos. Andrew Aldridge, da casa de leilões Henry Aldridge and Son de Devizes que está encarregue de leiloar a planta, disse: "Isto representa o auge de artigos coleccionáveis ​​relacionados ao Titanic. Isidor Straus foi uma das pessoas mais ricas no navio e todos os pertences pessoais dele que tenham estado a bordo do Titanic são praticamente inexistentes. Ter algo directamente relacionado aos Straus, que tenha estado no navio é o sonho de qualquer coleccionador." O plano de convés, que se dobra como um pequeno livro, tem como título ‘White Star Line, Southampton - Cherbourg - New York Service, First Class Accommodation.’ O verso mostra um layout dos cinco principais deques que compunham a primeira classe e as indicações de restaurantes, piscinas, ginásio e quadras de squash. Cada quarto é numerado com tinta vermelha, contendo as camas, lavatórios e armários marcados. Ainda existem anotações a lápis feitas por Ellen Bird, que marcou o seu quarto que estava em frente a cabine dos Straus a C-55-57, que tinham o seu próprio quarto e sala de estar separadas. O Sr. Straus, de 63 anos, era empresário, dono da R.H. Macy & Co, em Nova York. Ele e sua esposa voltavam para a América depois de umas férias na Europa, junto com a sua empregada Ellen Bird de 31 anos, (quarto C-97), e o seu mordomo John Farthing de 57 anos, (quarto C-95). Após o navio de 45.000 toneladas colidir com um icebergue pelas 23:40 de 14 de Abril, no Atlântico Norte, muitos passageiros de primeira classe embarcaram nos botes salva-vidas. No início a Sra. Straus, também com 63 anos, juntou-se à Sra. Bird no salva-vidas nº8 mas antes deste partir mudou de ideias e preferiu ficar com o seu marido, dizendo: "Temos vivido juntos por muitos anos. Onde tu fores, eu vou." Apenas o corpo de Isidor Straus foi recuperado pelo navio Mackay-Bennett e marcado com o nº 96. Encontra-se sepultado no Woodlawn Cemetery em Bronx, Nova York, o corpo da esposa e do seu mordomo nunca foram encontrados.  Apenas Ellen Bird sobreviveu no bote 8. O leilão acontecerá em Devizes dia 29 de Outubro.

domingo, outubro 09, 2011

 VESTIDO TITANIC
Um vestido encomendado para celebrar o centenário da viagem inaugural do Titanic fascinou multidões numa cerimonia de prémios em Londres.
O vestido bastante atraente baseia-se no navio e fez a sua estreia na Lifestyle Awards na quinta-feira. A criação foi idealizada e produzida pela estilista Lizzie Agnew.
A modelo Lucy Mathieson enfeitou o palco na entrega dos prémios usando o vestido para apresentar o prêmio de Outstanding Cultural Attraction of the Year, em nome do patrocinador, o projecto irlandês Titanic Belfast. O vestido foi desenhado para representar o novo projecto para os antigos estaleiros chamado Titanic Belfast.
Lizzie disse: "Fui convidada em Fevereiro para idealizar um vestido relativo ao Titanic. Passei algumas semanas pensando sobre a estrutura e o design e olhei para a história do navio. Eu tinha algumas ideias em mente e em Abril já possuía um esboço em alumínio para formar a estrutura. Comecei no início de Junho num formato tridimensional, mas tornou-se muito grande. Curiosamente, enquanto conduzia de carro ao longo da estrada M3 e olhei para o novo monumento ao Titanic em Belfast, fiquei surpresa como aquele projecto faz com que o navio pareça plano, então reestruturei o esboço e comecei a trabalhar nele."
Existe a possibilidade do vestido estar exposto numa galeria de arte irlandesa e no festival de design em Washington DC no ano que vem, antes da abertura do projecto Titanic Belfast, na próxima Primavera.

quarta-feira, outubro 05, 2011

SÉRIE TITANIC EM 2012

TITANIC 2012 TV SERIES 
Já saiu o trailer da série de tv para 2012 para a comemoração do centenário do naufrágio do Titanic.
Uma série produzida pela ITV STUDIOS Global Entertainment com estreia prevista em Abril de 2012.
A série foi apelidada como o "evento épico do ano na televisão." Escrito e criado por Julian Fellowes (Downton Abbey), Titanic terá quatro episódios separados mas todos eles interligados com narrativas desde a sua construção até ao naufrágio. Contará a história de vidas diferentes unidas por um único evento terrível, as histórias são detalhadamente apresentadas contrastando a elegância e opulência dos passageiros de Primeira Classe com o trabalho da tripulação e dos menos favorecidos na terceira. No desenrolar da história, ganhamos uma visão cativante do mundo de 1912 e os trágicos acontecimentos que antecederam a morte do navio.
Um misto de ação, mistério e romantismo através de personagens fictícios e históricos, Titanic irá focar-se em diferentes personagens que variam desde passageiros da terceira classe até aos passageiros da classe mais abastada. Cada ponto de vista culminará quando o navio começa a afundar, levando-nos a uma conclusão trágica que reúne cada uma das histórias. Os espectadores serão levados numa viagem ao coração do navio através das últimas horas do Titanic, em que o drama revela por fim qual dos personagens que viemos a conhecer tão bem vai sobreviver ... e quem não sobreviverá.
Datas de lançamento: 
Episódio 1 (90 minutos) - 12 de Abril de 2012
Episódio 2 (60 minutos) - 13 de Abril de 2012
Episódio 3 (60 minutos) - 14 de Abril de 2012
Episódio 4 (90 minutos) - 15 de Abril de 2012

domingo, setembro 25, 2011

JÓIA DO TITANIC ROUBADA EM EXPOSIÇÃO
Um colar usado por uma passageira durante a viagem do Titanic, foi furtado e desapareceu durante uma exposição em Copenhaga, na Dinamarca. 
O colar foi roubado no sábado, dia 17, durante o horário de funcionamento em um centro de exposições no Parque Tivoli, no centro da capital dinamarquesa.
“Os ladrões conseguiram fazer o furto sem que o alarme tocasse. Nós achamos que eles não eram profissionais, porque havia jóias muito mais valiosas na exposição”, disse Torben Plank, porta-voz da exposição. O artefato, disse o porta-voz, vale em torno de 14.000€ (R$ 33.000) (US $ 19.000).
Luis Ferreiro da empresa Musealia, a organizadora da exposição, disse em comunicado que "o colar precioso pertencia à família Widener que era uma das famílias mais ricas a bordo do Titanic em 1912." No entanto, "não será possível aos ladrões vender o colar, visto ser conhecido mundialmente." Torben Plank, porta-voz da exposição acrescentou que "há indícios de que a jóia tenha sido encontrada no casaco de um mordomo que morreu no acidente, cujo corpo foi resgatado".
Os organizadores da exposição oferecem uma recompensa de US $ 1.000 por qualquer informação que os leve a encontrar o colar.

domingo, setembro 18, 2011

NOVO LIVRO DO TITANIC CONTA A SUA HISTÓRIA EM FOTOGRAFIAS
"Titanic em Fotografias" de Daniel Klistorner, Steve Hall, Bruce Beveridge, Art Braunschweiger e Scott Andrews conta a história do Titanic em fotos, desde a sua construção à trágica viagem inaugural. Será publicado em Outubro de 2011. Este livro de £20 acompanha a história até uma conclusão inevitável.O nome Titanic tornou-se sinônimo de catástrofe na história deste luxuoso transatlântico lendário. O afundamento depois de colidir com um icebergue na sua viagem inaugural e a perda de cerca de 1.500 vidas entre os seus passageiros e tripulação passou para a História como um dos desastres mais marcantes e trágicos de sempre.
Titanic Em Fotografias conta a sua história completa, desde os estaleiros da Harland & Wolff e seus navios, como pano de fundo a grande corrida para construir o maior e melhor navio de passageiros de sempre, até ao frenesim e excitação em torno do seu lançamento. Observamos o navio, os oficiais e a tripulação, bem como as suas paragens em Cherbourg e Queenstown, as fotografias seguem a sua história atéao seu fim inevitável, considerando os botes salva-vidas, a presença do Carpathia e as consequências do
devastador desastre.Este livro vem no âmbito da comemoração dos 100 anos do Titanic, traz imagens impressionantes, incluindo muitas fotografias raras dos arquivos de colecionadores, e foi escrito por cinco dos maiores especialistas do mundo em Titanic.Daniel Klistorner é o maior especialista do mundo em Titanic e nos camarotes dos passageiros e tem sido objeto de referência pelos mídia, casas de leilão e museus de todo o mundo. Steve Hall, um renomado historiador do Titanic, tem recolhido, estudado e pesquisado os registos fotográficos de navios há mais de três décadas. Bruce Beveridge é uma das maiores autoridades internacionais do Titanic e relações públicas em geral, e, com Scott Andrews, uma reconhecida autoridade sobre os aspectos técnicos desde o seu desenho à sua construção. Todos os quatro, juntaram-se ao pesquisador do Titanic Art Braunschweiger, que escreveu anteriormente o livro TITANIC: The Ship Magnificent, o mais completo livro publicado sobre o Titanic, até à data.