sexta-feira, maio 01, 2009

FOTOS ESPECIAIS TITANIC FILME 1996
O passageiro Titanico Luiz Vieira Alves Junior, enviou por e-mail estas imagens do filme de dois episódios feito especialmente para a televisão em 1996. Considerado um filme de Acção, com duração de 171 minutos (divididos por 2 episódios) com direcção de Robert Lieberman e como produtores Rocky Lang, Harold Tichenor, tem nos principais papéis Tim Curry, Peter Gallagher, Catherine Zeta-Jones, Eva Marie Saint, George C. Scott, Roger Rees, Harley Jane Kozak, Marilu Henner. A fotografia ficou a cargo de David Hennings, e a trilha sonora com Lennie Niehaus. A Sinopse indica: Em 1912, o navio Titanic é lançado ao mar, sendo então a maior embarcação já feita. Seus construtores afirmam que nada pode afundá-lo, mas a colisão com um iceberg logo na primeira viagem mostra que estavam errados. Como havia botes salva-vidas apenas para metade dos passageiros, muitos morrem no mar. Em meio à disputa por uma vaga nos botes, o drama dos passageiros, ricos e pobres, que temem por suas vidas. Mas o filme é muito mais do que isso. Jamie Perse é um ladrão de Southampton, ao fugir com uma carteira roubada e a policia atrás dele, esconde-se num bar onde é ajudado a se disfarçar por um camareiro do Titanic. Ao lado deles está um bebado futuro passageiro do Titanic. Ouvindo as histórias de riqueza a bordo, e o camareiro dando a dica da fortuna, Jamie Perse acompanha Merriam Dickie o passageiro bebado e deixando adormecido leva a passagem para o novo mundo. A bordo, preparando-se com o camareiro para dar o golpe aos passageiros ricos, conhece uma bela jovem de terceira-classe que lhe faz perceber o modo errado com que leva a vida. Por outro lado, no convés superior, vemos a sociedade arrogante de uma época, Isabella Paradine é uma jovem casada por conveniência, já com uma filha. Ela viaja sozinha enlutada pela morte da tia quando ainda em terra encontra um antigo amor Wynn Park que também vai no Titanic, amor que na verdade nunca foi esquecido. Podemos também assistir ao drama real da família Allison, como um pequeno desencontro entre a empregada da família e o Sr. Allison, provocaram a morte de toda a família excepto do bebé. Mudará o Titanic, a vida destas pessoas? Quem terá uma nova chance? Quem viverá os seus últimos momentos? Vejamos também alguns erros apontados ao filme.
. Existem vários erros na representação dos passageiros e de todo o evento que cercou o acidente.
. Quando Isabella Paradine pede para mudar de cabine, o tripulante diz que tudo já está reservado e que seria quase que impossível mudá-la de lugar, mas na realidade a primeira classe não estava totalmente cheia.
. Os foguetes usados no filme são como bolas brancas, mas na realidade eles eram estrelados.
. Smith reclama que os foguetes deveriam ser vermelhos, mas branca era a cor correta e usada na época.
. O termo "see-through" não era usado para tecidos até aproximadamente o ano de 1950.
. Molly Brown faz uma observação sobre a aposentadoria do Capitão Smith que deveria acontecer em três dias e ele concorda, mas ele só se aposentaria depois de sua volta à Inglaterra, muito mais do que três dias.
. No filme é dito que todas as tentativas de tirar o Titanic do fundo do mar falharam quando na realidade nenhuma tentativa foi feita.
. No filme, Isabella Paradine é mostrada numa escadaria de madeira em um tipo de café que nunca existiu no Titanic.
. Alice Cleaver, a babá dos Allisons nunca teve um companheiro e não dormiu com as crianças também.
. Alice Cleaver realmente era a enfermeira dos Allison, mas ela não era uma assassina.
. Não havia nenhum portão entre a terceira classe e a primeira classe no deck A. E a entrada ficava no deck B.
. Molly Brown e os outros passageiros não foram para o jantar, porque quando eles subiram a bordo do navio o jantar já estava sendo servido, e eles não tiveram tempo.
. Os dois vigias do Titanic tiveram que trabalhar sem os binóculos realmente, mas não porque eles tinham sido levados para a ponte como é dito no filme.
. Smith diz a Ismay que o navio tem o número de barcos salva-vidas exatos que foram solicitados pelo regulamento Britânico de Comércio, mas na realidade ele tem 4 barcos salva-vidas desmontáveis além dos 16 barcos que foram requeridos.
. A sala de jantar da primeira classe ficava situada no deck D depois da área de recepção. No filme vemos esta sala no deck A debaixo da Escadaria Principal.
. O navio zarpa ao lado contrário de onde deveria partir.
. A tinta vermelha pode ser vista enquanto o navio estava no porto, e na verdade não dava.
. As pessoas caem com tudo para a frente quando o navio bate, quando não deveriam. O som da batida é de vidro arranhado, e o navio enquanto estava batendo era mostrado na tomadas internas como inclinado para o lado.
. A quarta chaminé solta vapor normalmente, mas na verdade ela era falsa.
. Após a colisão com o iceberg Molly Brown coloca uma taça sobre uma mesa, a taça desliza, o que no normal não deslizaria.
. Quando os sobreviventes estão nos botes, dá para ver claramente que o "Oceano", reproduzido é muito raso.
. O navio balançava de mais, ele era enorme e não balançava conforme o movimento do mar. 25. O Iceberg parece um "castelinho bem preparado", e cheio de nevoeiro.
. Quando o navio começa a se inclinar, e as hélices aparecem, é tocado um som, um som parecido de porta abrindo.
. A água vinha de baixo para cima, e não de cima para baixo, há uma tomada na escadaria em que a água vem de cima para baixo, e parece que foi jogado água com um balde.
. O Titanic nunca alcançou 23 nós como é mencionado no filme.
. A cabine onde estavam os controladores de velocidade eram muito pequenas, só para 5 tripulantes.
. Em algumas tomadas dá para reparar que o aço era madeira na realidade.

3 comentários:

Rodrigo Aparecido Piller disse...

Opa! Adorei o post, o primeiro a levar a sério o lado bom e o "nem tanto" do filme...

Assim como muitos, acho este filme mt inferior, porém é uma boa forma de contar a história... Apesar de ser uma minissérie adaptada , valeu muito a tentativa de mostrar os dias do Titanic e o seu posterior naufrágio... Ótima a lista de erros...

Abraço amigo!

Ps: Considero o ponto forte do filme (porém nem tão bem contado) é dos Alissons, cuja história é uma das mais trágicas do naufrágio)

Marcello disse...

Eu adorei esse filme na época, vi ele na TNT, foi desse filme que conheci o RMS TITANIC, pra mim esse filme é excelente, claro não se comparar ao do James, mas é show de bola esse filme, é um pouco mais fiel a história.

Alencar Silva disse...

De fato a produção é barata. Não gostei do que foi contado sobre a babá Alice Cleaver.

Com relação a velocidade, pode ser que eles se basearam em relatos de Boxhall em 1962.