terça-feira, maio 02, 2006

TITANIC
por Jefferson Krüger
Capítulo XXXV – A Guerra
Anos depois, Arthur é convocado para servir na 1ª guerra mundial. Baby não quer que ele vá.
BARBARA
- Meu amor você não pode ir a essa guerra. Como ficarei sem você aqui. E seus filhos, John, Lara e o pequeno George?
ARTHUR
- Eu sei meu amor, mas eu não posso desistir, eles me matariam.
(beijando ela)
- Além do mais eu vou escrever sempre.
Violet Jessop também vai servir na guerra. Ela entrará como enfermeira no Britannic, irmão do Titanic, que agora é um navio-hospital. Mal sabe ela que logo ocorrerá outra tragédia.
O Britannic atinge uma mina subaquática, e começa afundando pela proa, acaba virando de lado, mas antes disso, suas enormes hélices, que ainda funcionavam, dilaceram e trituram 28 passageiros. Violet que estava num desses botes salta antes, mas ao ressurgir na superfície da água, ela vê cabeças, pernas e braços, todos sem donos, isso a aterroriza. Violet sobrevive a este terceiro incidente envolvendo um dos navios irmãos, mas desta vez com graves seqüelas, ela teve traumatismo no crânio e em tempos foi perdendo cabelo.
Bárbara sempre recebia noticias de seu marido. Cartas de amor, de preocupação, mas em tempos ela não teve noticias. De repente chega um pacote de correspondências de uma só vez.
BARBARA (lendo a 1ª carta)
- Que bom Gabriel e Helena vão ter um bebê. Mais tarde escreverei a eles.
(lendo outra)
- Francis está doente. Acho que amanhã vou visitá-la.
(outra)
- E esta vem da academia militar. Que estranho!
(abrindo)
“Senhora Van Shelstter, lamentamos muito informar. Seu marido foi um combatente valente, nos protegeu com bravura, mas infelizmente os alemães armaram uma tocaia para ele. Ele se foi! Sinceros pêsames”.
Coronel Garnner
(espantada)
- Nãooo!!! Arthur não! (chorando de desespero)
Durante anos, durante todos os natais a Condessa de Rothes mandava correspondência ao oficial que a homenageou.
Os anos passam, Bárbara já é quarentona, ela já é até avó de uma linda menina chamada Linda. Beatrix falecerá no ano de 1929, junto com a crise.
No ano de 1937, após muitas acusações e de seu julgamento que o deixo impune, Joseph Bruce Ismay falece em sua casa, totalmente isolado da sociedade. Tempos depois a White Star Line vai a falência e fecha.
Capítulo XXXVI – Jessop
Durante alguns anos Violet Jessop, durante suas últimas viagens, até sua aposentadoria, escreve suas memórias. Suas viagens, sua vida. Ela relata os incidentes com o Olympic, Titanic e Britannic.
Quase no fim de sua vida, Violet recebe um telefonema. Uma mulher desconhecida deseja falar-lhe.
MULHER
- Você trabalhou no Titanic?
JESSOP
- Sim trabalhei lá sim, mas quem é a senhora?
MULHER
- Você recuperou um bebê naquela noite não?
JESSOP
- Sim recuperei, mas o que você deseja?
MULHER
- Pois aquele bebê era eu. Muito obrigada por ter me salvado naquela noite horrível.
JESSOP
- De nad...
A mulher desliga o telefone sem sequer dizer seu nome. Violet fica surpresa. Cansada ela vai descansar em sua cama.
Anos após a morte de Jessop, os manuscritos com suas memórias foram encontrados e publicados em 1997. Nesses manuscritos estavam relatados muitos detalhes sobre aquela noite no Titanic.
Capítulo XXXVII – Expedição
No ano de 1985, o historiador Dr. Robert Ballard encontra os destroços do Titanic. Desde essa data são realizadas diversas expedições para descobrir os fatos reais que levaram o Titanic a afundar tão rapidamente, recuperar objetos, e outras finalidades.
Suzy Miller, bisneta de Baby e Arthur está trabalhando com uma dessas expedições. Nela ela recupera objetos do Titanic, restaura-os e os deixa como novos. Essas peças são enviadas para os diversos museus sobre o Titanic que estão espalhados pelo mundo.
Alex Small, neto de William e Francis, também trabalha numa dessas expedições, ele é um dos mergulhadores, ele auxilia o cabo dos submarinos MIR durante sua descida até o Titanic.
Os dois acabam se conhecendo devido a um incidente no navio pesquisa. Com uma explosão nos laboratórios, Suzy é jogada ao mar. Ela não sabe nadar. Alex vê e a leva a salvo de volta ao convés do navio.
ALEX
- Respire moça!
(fazendo boca-a-boca)
- Respire!
Ela acorda.
SUZY
- Nãooo!!! Eu não quero afundar, não!
ALEX
- Calma moça. Você está a salvo agora.
SUZY
- Meu Deus! Por um momento achei que estava no Titanic!
ALEX (sorrindo)
- Pois bem vinda ao Keldysh!

1 comentário:

Alencar disse...

Meus cumprimentos ao dois pela parceria.

Ao Jefferson pela a história.

Ao Mário pelo Blog.