terça-feira, abril 25, 2006

TITANIC
Molly - Allison, sente-se connosco.
Ismay - O David Fraser era filho de um grande amigo meu, o Alexander Fraser, foi um grande engenheiro naval que trabalhou para a nossa empresa. Tenho muita pena que não tenha seguido os passos do seu pai.
David - O meu pai deixou-me uma grande fortuna, há que sabê-la gerir. Dediquei-me às acções da bolsa que ele deixou. Incluindo a parte da White Star Line, obviamente.
Ismay - Mas sabemos que os seus negócios não têm sido bastante rentáveis.
David - Com efeito, mas tenho um grande negócio em mãos que vai abalar as sociedades inglesa e americana.
Ismay - Aguardaremos ansiosos.
Molly - Um grande negócio em mãos e uma linda esposa...
David - Obrigado.
Molly - Já pensaram em ter filhos? Aproveitem a viagem, parece que o conforto aliado ao imperceptível movimento que se faz sentir no navio ajuda bastante.
Harriet - Estou enjoada...
Hellen - Na verdade, Margaret, já pensamos sim em ter filhos. Apenas ainda não surgiu a oportunidade. Mas pretendemos ter meia dúzia!
David - Fui apanhado de surpresa agora, acreditem.
Molly - Os filhos do George e da Camille são maravilhosos.
Camille - Obrigado.
Molly - Não me desfazendo dos Allison, que são encantadores. O Trevor é um menino muito alegre, a sua filha tem fibra, Bess.
Bessie - Obrigada, Margaret.
Camille - A Catherine tem a mesma idade no Trevor, não é mesmo?
Bessie - Sim, onze meses. O seu Richard é um menino muito bonito, Camille.
Molly - É parecido com o pai.
George - O Richie é dos meninos mais encantadores na face da terra. Do qual me orgulho de ser seu pai.
David - Tenciona trazê-lo alguma vez ao salão de jantar? Para o conhecer-mos?
George - Concerteza que sim.
Camille - Ainda hoje ele pediu ao pai, ele prometeu-lhe trazê-lo numa outra ocasião.
George - Antes de chegar-mos a Nova Iorque com toda a certeza.
Molly - Hey, Bruce! Porque é que os navios são sempre chamados de "ela"*? É por causa que os homens pensam que metade das mulheres à sua volta têm grandes "traseiros"** e devam ser pesadas às toneladas?
Todos soltaram uma grande gargalhada. Na terceira-classe o ambiente era mais animador, Edward passeava-se pelo salão à espera de Dorothy que teimava em tardar do mundo do outro lado dos portões na primeira-classe.

Carl - O que achas do navio? Bonito, não?

Edward - Sim, tem boas condições, melhores das que tinha no meu quarto em Londres. Bom, tens um nome, suponho?

Carl - Sou Carl Jensen.

Edward - Parece uma só palavra. Sou Edward Roger.

Carl - Esperas alguém?

Edward - Uma jovem, trabalha para um família rica da primeira-classe.

Carl - A primeira-classe, onde os ricos se divertem de verdade. Isto aqui não é nada, dizem que uma suite deles é mais do que este salão junto.

Edward - Para quê tanto espaço? São assim tão espaçosos os ricos?

Carl - Vai perguntar-lhes...

Edward dirigiu-se em direcção às escadas fechadas por um portão.

Edward - Hey, senhor, não pode abrir o portão?

- O quê? Você é um passageiro de terceira-classe. Vê aquela indicação. A partir daqui só primeira-classe. É proibida a passagem para os deques superiores.

Edward - Mas espere. Eu só quero procurar uma amiga, volto logo.

- Sim, claro, e eu sou o presidente dos Estados Unidos. Desça para o seu convés e permaneça por lá, as acomodações são excelentes.

Edward - Eu não lhe pedi para se deitar comigo, só que me deixe passar para a procurar.

- Olhe o respeito. Eu não sou um desses emigrantes sujos com quem costuma falar. Permaneça nas suas acomodações. É o seu lugar.

Edward - Mas ela pode passar...

Enquanto isso na primeira-classe o jantar já tinha terminado, era a vez dos homens se dirigirem para o salão de fumantes. Mas George preferiu ir para o camarote com Camile.

George - Sabias que o David viria na viagem inaugural?
Camille - Não. Só quando fizeram circular a lista de passageiros esta tarde.
George - Não gostei nada da forma como nos olhou.
Camille - Achas que tem a ver com alguma coisa do Richard?
George - Peços aos céus que não seja isso.
Camille - A mulher dele ainda não lhe deu um filho, ouviste-o?
George - Se ele tenciona tirar o Richard de nós ele que esqueça. Ele é meu filho. Eu que o criei.
Camille - Claro que não. Deve ser só a nossa imaginação. Vais ver que a viagem vai ser das mais agradáveis que já tivemos.
George - Vamos deitar?
Camille - Não, prefiro ficar a pé mais um pouco. Há algo neste navio que ainda me assusta. Vou ficar a ler, deito-me mais tarde.

David - Parece que o Arthur e a Harriett Morgan não se lembram de mim...

Hellen - Mas porquê? Deveriam?

David - Viste a forma como ele falou no Richard?

Hellen - Pensei que tinhas esquecido esse assunto. Pelo menos era essa a tua vontade quando te casaste comigo...

David - Não quando um filho se torna num negócio rentável...

Hellen - Um filho que tu nunca quiseste admitir... David, sê sincero comigo. Tu sabias que eles vinham a bordo do Titanic, não sabias? Por isso a tua vontade repentina de voltar depressa no Titanic. Os planos para recuperares a fortuna de que me falas, desde que soubeste que esta maldita viagem ia acontecer, tem a ver com eles, não é?

Um silêncio sinistro abateu-se sobre o camarote...

Enquanto as luzes de Cherbourg desapareciam, o transatlântico sumia-se na escuridão da noite. A navegação anunciava-se fácil e tranquila. Para muitos passageiros aquela era a primeira noite que passavam no alto mar, e não o faziam a bordo de um navio qualquer, mas sim naquele colosso, o melhor navio do mundo.
Tudo quanto viam à sua volta era do mais moderno e, durante aquelas primeiras horas, o mar calmo fez pensar a muitos que as avançadas técnicas de construção tinham sido capazes de vencer os receados enjoos.

* - Ship (navio) em inglês é um substantivo feminino daí os navios serem tratados por «ela»

** - Stern em inglês significa a popa do navio ou «traseiro»

Amanhã, a não perder, dois posts especiais, a manhã de 11 de Abril com fotos que o Padre Browne tirou aos Barks que se divertiam no convés e a partida para o imenso atlântico do maior navio do mundo.

1 comentário:

Alencar disse...

Olá, excelente história.

Que mistério, "um filho", quero saber mais detalhes, hehehehe.

Parabéns,

Um forte abraços.