domingo, agosto 21, 2005

CÃES A BORDO DO TITANIC
Tudo o que conhecemos do Titanic é deslumbrante, desde o luxo na decoração, aos ricos passageiros que nele viajavam... Até os cães assim o eram considerados, pelo menos para os passageiros menos abastados que os viam passear todos os dias no convés, um deles avaliado em mais de 750 dólares (de 1912). Estava até programado um desfile destes animais para o dia 15. O Titanic estava preparado para albergar animais, e conhecem-se 12 cães a bordo na noite de 14 para 15 de Abril. Apenas três se salvaram. Fala-se de um décimo terceiro cachorro, um quarto sobrevivente, não se sabe se é facto ou se é ficção, mas um marinheiro do Carpathia de nome Jonas Briggs conta que um cão negro da Terra Nova saltou do convés do Titanic e subiu para um salva-vidas e o guiou latindo até ao navio socorrista...

5 comentários:

Frederico disse...

Olá, estás com um blog muito giro, espero que continue assim, está muito engraçado.

Alencar disse...

Olá Mário, tudo beleza? Espero que sim. Legal esse comentario dos cães. Eu conhecia a seguinte história de um deles:

BULDOGUE FRANCÊS
Uma história curiosa da raça foi a do empresário americano Robert Daniel, que estava no navio Titanic no dia de seu naufrágio, com um buldogue francês que tinha comprado na Europa. Robert Daniel sobreviveu ao naufrágio, mas o seu cão não.
Revoltado com a situação Robert Daniel processou a White Star Line, responsável pelo Titanic, e a empresa o indenizou com o valor do cão, US$ 750,00 que hoje equivale a quantia de US$ 13.000,00. Este caso teve uma grande repercussão na época. Outras pessoas ilustres possuíam buldogues franceses, como o rei Eduardo VII da Inglaterra e alguns grandes duques da corte da Rússia.

Titanicvip disse...

OLA MARIO TUDO BELE?ESPERO Q SIM, O SEU BLOG E OTIMO UM CÃO EU SEI Q SE SALVO NO BOTE DE N 7, E O OUTRO EU NAO SEI EU SEI NA VERDADE Q FORAM DOIS CAES, EU TENHO ESSA MATERIA NO MEU FLOG, NAO E BEM UMA MATERIA E APENAS UM COMENTARIO!
E CONTINUE ASSIM COM O SEU FLOG!!!
TCHAU!!!

Mario disse...

Olá a todos, em primeiro lugar, quero agradecer pelos vossos comentários e interesse pelas matérias aqui postadas. Sobre este tema, Giovani, posso então esclarecer-te que no bote 3, o Sr. Henry Harper levou consigo o Pequinois «Sun Yat Sen», o mesmo aconteceu no bote 7, com a Srta. Margaret Hays e o seu lulu italiano pomeranian. O terceiro sobrevivente menos conhecido é da mesma raça que este último, e sobreviveu no bote 6 com a sua dona, a Sra. Rothshild, o cachorro passou a noite inteira práticamente despercebido...
Alencar, obrigado pelo seu contributo, eu sabia que este buldog era avaliado na época em 750,00 , mas desconhecia a história mais a fundo, sabia apenas que um sobrevivente que estava na água o tinha avistado a nadar e ficou espantado por ver estranha criatura no escuro num momento daqueles. Obrigado e espero que este cantinho continue a ser do vosso agrado.

AIR SUPPLY EVOLUTION STAR disse...

Olá, capitão Mario e cia, beleza? Bom saber também sobre os CACHORRINHOS, que também adoro!! Tenho 3 livros sobre o navio e em nenhum deles fala sobre cachorro algum, apenas no filme mostra alguns passeando guiados por alguns oficiais. Esse que pulou para o bote então deve ser ficção, pois não se sabe nada sore o mesmo em livros ou documentário algum, nem mesmo em filmes. Valeu, fui!